FANDOM


Audrey Horne é a filha do rico empresário Benjamin Horne, o qual a negligencia em favor de Laura Palmer. Após o assassinato de Laura, Audrey se apaixonou pelo Agente Especial do FBI Dale Cooper e tenta ajudá-lo na sua investigação.

BiografiaEditar

Em uma manhã de Ação de Graças, Audrey, quando criança, empurrou seu irmão Johnny de nove anos pelas escadas.[3]

Na manhã de 24 de Fevereiro de 1989, Audrey deixou sua casa no Hotel Great Northern e foi levada ao Twin Peaks High School. Após chegar, ela mudou seus sapatos para um par de saltos vermelhos enquanto fumava um cigarro em seu armário, sendo observada por Donna Hayward. Ela então foi para a aula, onde um oficial entrou e falou com o professor, o qual então disse que haveria um anúncio sobre a morte de Laura Palmer.[4]

Mais tarde, Audrey sentou-se na mesa de recepção do Great Northern, ouvindo as ordens para ninguém dizer aos convidados da reunião de seu pai com os Noruegueses sobre a morte de Laura, pois isso estragaria o negócio que o Sr. Horne estava tentando realizar com eles. Após derramar café sobre os papéis da recepcionista, Audrey entrou na reunião e disse aos Noruegueses que sua amiga Laura havia sido encontrada nua e tinha sido assassinada.[4]

25

Ela ficou rindo enquanto os Noruegueses partiam e seu pai implorava para que eles voltassem. Mais tarde ela sentou-se com sua mãe enquanto seu irmão Johnny batia com a cabeça contra uma casa de bonecas porque Laura - sua tutora - não estava presente.[4]

Na manhã seguinte, ela observou o Agente Especial do FBI Dale Cooper enquanto ele bebia seu café. Após os dois se apresentarem e sentarem juntos, ela contou a ele sua ligação com Laura Palmer através de seu irmão, Johnny. Audrey se apaixonou pelo Agente Cooper à primeira vista.[5]

Mais tarde, Audrey estava no escritório de seu pai, dançando, quando ele entrou para desligar a música. Ele a questionou se ela tinha alguma coisa a ver com a saída dos Noruegueses, ao que ela admitiu. Ele a ameaçou caso ela alguma vez fizesse algo parecido com isso.[5]

Enquanto jantava com sua família, seu tio Jerry apareceu.[6]

Ela foi ao Double R Diner para uma xícara de café, onde encontrou Donna, e elas discutiram sobre Laura, bem como sua paixão pelo Agente Cooper. Audrey também perguntou se Laura já havia falado sobre seu pai.[6]

No dia seguinte, Audrey foi ao encontro do Agente Cooper no café da manhã, chamando-o de "Coronel". Ele pediu que ela escrevesse seu nome para ele, vendo a caligrafia dela para confirmar que havia sido ela quem havia entregue o bilhete em seu quarto dizendo "Jack com um olho", referindo-se ao Jack Caolho, um cassino e bordel na fronteira Canadense. Ela revelou a ele que Laura havia trabalhado no balcão de perfumes da Loja de Departamento Horne. Cooper então pediu a ela para sair, já que ele tinha negócios policiais para lidar.[7]

Ela mais tarde ouviu seus pais discutirem sobre Johnny, então entrou em um armário escondido onde assistiu o doutor Lawrence Jacoby convencer Johnny a remover seu cocar para o funeral de Laura.[7]

Audrey entrou no banheiro da escola no dia seguinte, onde Donna estava retocando sua maquiagem. Ela revelou o que havia descoberto sobre os segredos de Laura, incluindo que ela estava vendo o Doutor Jacoby, o que Donna não sabia. Ela também supôs que Laura trabalhou no Jack Caolho.[8]

Ela então foi até seu pai e perguntou se ele tinha vergonha dela e quais eram os planos dele para o negócio da família quando ele precisasse de alguém para assumir. Ela pediu a ele um emprego na loja de departamentos, dizendo querer treinar para o negócio da família, quando na verdade desejava apenas saber mais sobre Laura.[8]

Audrey foi ver Cooper no café da manhã no dia seguinte, dizendo a ele que havia conseguido um emprego e queria ajudá-lo na investigação, mas ele a interrompeu, dizendo que só tinha tempo para o café.[1]

Ela foi para a Loja de Departamento Horne para discutir seu trabalho com Emory Battis, o qual afirmou que seu pai sugeriu que ela trabalhasse no departamento de embalagem, mas ela insistiu em ser colocada no balcão de perfume e ameaçou rasgar as roupas e gritar por ajuda caso ele não a obedecesse. Eles fizeram um acordo onde ele diria que ela estava trabalhando no departamento de embalagens, enquanto ela estaria na verdade no balcão de perfume.[1]

Audrey foi a uma festa dada aos parceiros de negócios Islandeses do seu pai e espiou uma reunião entre seu pai e Catherine Martell sobre uma ficha de poker do Jack Caolho que ele havia deixado cair. Catherine bateu em Ben e então eles se beijaram, discutindo um plano para queimar a Serraria Packard.

Ela então assistiu em enquanto Leland Palmer teve um colapso e foi ridicularizado através da dança por quase todos os outros presentes. Audrey foi para o quarto do Agente Cooper e quando ele apareceu, ela implorou para ele deixá-la ficar.[1]

Cooper sentou-se na cama e disse a Audrey que não podia se permitir envolver-se romanticamente, e o que ela precisava mais do que qualquer coisa era um amigo. Ele se ofereceu para falar sobre seus problemas.[9]

Sylvia culpou Audrey pela deficiência de seu irmão Johnny, o que obviamente perturbou muito Audrey. No entanto, o Dr. Jacoby insistiu que a condição de Johnny era auto-induzida: um recuo para a infância como resultado de um trauma emocional desconhecido.[3]

Mais tarde, enquanto atendia um cliente na loja de departamento, Audrey ouviu Emory pedir para falar com outra empregada chamada Jenny em seu escritório. Audrey disse a Jenny que ia ao banheiro, mas na verdade foi ao escritório de Emory, onde pegou um cigarro da mesa dele e se escondeu no armário enquanto ele trazia Jenny. Enquanto Audrey espiava eles, Emory deu a Jenny um unicórnio ornamental e ofereceu a ela uma posição de tempo integral no Jack Caolho. Ele deu a ela um número de uma tal "Black Rose". Quando eles terminaram, Audrey saiu e encontrou um livro na mesa de Battis contendo o nome de Ronette Pulaski e pegou unicórnio, que Jenny havia deixado para trás.[9]

Quando Jenny estava saindo do trabalho, Audrey a convenceu de que trabalharia como anfitriã no Jack Caolho e mostrou o unicórnio roubado, dizendo que Emory havia dado um para ela também, e disse que perdeu o número da "Black Rose", o qual Jenny passou para ela.[9]

Audrey mais tarde mandou que a recepção no Great Northern deixasse uma mensagem urgente para o Agente Cooper, e depois passou um bilhete por debaixo da porta dele enquanto deixava o hotel.[9]

160

Ela foi para o Jack Caolho, onde foi apresentada a Blackie O'Reilly e usou o apelido Hester Prynne, mas logo descobriram que o currículo dela era falso. Para provar que ela merecia uma posição no bordel, ela deu um nó na haste da cereja com a boca.[9]

Audrey mais tarde entrou no escritório de Blackie usando a lingerie que haviam lhe dado. Ao se aproximar da mesa, ela viu nas câmeras de vigilância o agente Cooper em uma mesa de blackjack. Blackie disse então que seria uma boa noite para ela ser "amansada" pelo dono do Jack Caolho, o qual Blackie não disse quem era.[10]

Ela esperou em seu quarto para o proprietário chegar e ficou chocado ao descobrir a identidade dele - seu próprio pai.[10]

Ela se escondeu atrás das cortinas de cama enquanto Ben tentava entrar, sugerindo que ele fosse embora. Ele fingiu sair, abrindo e fechando a porta, então abriu as cortinas da cama após ela se cobrir com seu cobertor e colocar uma máscara. Jerry então chamou Ben e ele teve que sair.[11]

Audrey foi ao escritório de Blackie na manhã seguinte, perguntando por que seu quarto estava trancado, e Blackie afirmou que o dono não estava feliz com o desempenho dela na noite anterior.[11]

Ela mais tarde chamou por Cooper em uma espécie de oração, esperando que ele recebesse a nota que ela havia deixado e admitiu que isso tudo era muito para ela lidar, tendo sido um erro ter vindo ao Jack Caolho.[11]

No dia seguinte, Audrey levou um balde de gelo para um quarto no bordel, onde Emory Battis estava amarrado, enquanto outra garota usava um aspirador de pó. Convencendo a outra garota a sair, insistindo que terminaria a cena, Audrey desligou o aspirador. Ela removeu a venda e ameaçou prendê-lo se ele não revelasse a conexão entre o balcão de perfume e o Jack Caolho. Ele confirmou que o dono era o pai dela e que ele havia recrutado Ronette e Laura para o bordel, embora Laura tenha sido expulsa por usar drogas. Ele também disse que o pai dela se assegurava de "entreter" todas as garotas.[12]

Conseguindo usar o telefone, ela ligou em lágrimas para o Agente Cooper, mas Blackie acabou aparecendo e desligou o telefone.[12]

Audrey foi amarrada por Blackie, enquanto estava sendo filmada por Emory ao ser sedada por heroína.[13]

Ela mais tarde estava deitada em uma cama, quando foi acordada por um homem chamado Jean, o qual lhe deu caramelos.[13]

Quando ela foi levada até Jean, ele a informou que ela não estaria em perigo, que ele já havia falado com seu pai. Battis tentou explicar melhor a situação para ela, mas Jean acabou o matando. Isso fez com que ela começasse a chorar, enquanto Jean a abraçava.[14]

Mais tarde, Audrey foi amarrada enquanto dormia. Ela ouviu a voz de Cooper e acordou com ele dizendo que estava lá para resgatá-la. Ele a desamarrou e a carregou sobre seu ombro. Ele escapou com ela, junto com o Xerife Harry S. Truman e o Oficial Hawk, o qual havia emboscado uma guarda armado para salvá-los.[15]

Ela foi levada para a Bookhouse e parecia estar tendo pesadelos, até que foi acordada por Cooper.[16]

Seu pai mais tarde chegou para vê-la, dizendo que estava grato por ela estar viva, mas ela estava um tanto cética quanto a isso. Ela queria que o Agente Cooper a levasse para casa, mas seu pai sugeriu que os três fossem juntos.[16]

No dia seguinte, no escritório de seu pai, ela informou que estava ciente de sua conexão com o Jack Caolho. Ela também o fez admitir que havia dormido com Laura durante o tempo que ela trabalhou lá, mas negou tê-la matado, declarando que a amava.[17]

Audrey foi até a estação do xerife, onde contou ao Agente Especial sobre o relacionamento de seu pai com Laura, o que o surpreendeu. Ele disse a ela para ir para casa e não dizer uma palavra sobre o assunto a ninguém.[17]

Audrey visitou a Agente Cooper no dia seguinte, perguntando sobre seu pai e se ele era culpado. Ela revelou seu relacionamento tenso com ele, que tudo que ela sempre quis dele era que a amasse. No entanto, Cooper recebeu um telefonema e pediu que ela fosse para seu quarto e trancasse a porta.[18]

Após o funeral de Leland Palmer, Audrey compareceu à recepção. Leland havia sido preso pelo assassinato de Laura e acabou morrendo sob custódia.[19]

Ela foi mais tarde para o quarto de Cooper no Great Northern, onde ele estava fazendo as malas para ir pescar com o Major Garland Briggs. Ele também afirmou que estaria deixando a cidade e mais uma vez declarou sua política de por que ele não poderia ter um relacionamento com ela. Ele explicou para ela que isso se dava por ter tido uma amante que foi assassinada sob sua proteção e de seu companheiro Windom Earle.[19]

Audrey se encontrou com Bobby Briggs, o qual estava do lado de fora do escritório de seu pai, desejando falar com ele sobre um emprego. Ela conseguiu permissão para que ele se encontrasse com seu pai, mas ele foi imediatamente expulso.[19]

No dia seguinte, Audrey dançou com o agente Cooper na recepção de casamento de Dougie Milford e sua nova noiva, Lana.[20]

Na próxima manhã, ela se encontrou novamente com Bobby, o qual estava trabalhando para seu em uma tarefa. Ela propôs que eles fizessem negócios juntos, e ele foi para o escritório de seu pai. Ela espiou eles e viu que Ben estava interessado em Bobby ter uma posição em tempo integral.[21]

Audrey foi até o agente Cooper e lhe deu fotos que havia roubado de seu pai de um encontro entre Hank Jennings e outros homens, as quais poderiam "salvar a vida dele". Denise Bryson então apareceu, e Audrey ficou surpresa ao descobrir que a DEA tinha agentes femininos. Ela deu a Dale um grande beijo e saiu.[21]

Audrey viu um funcionário todo desarrumado saindo do escritório de seu pai no dia seguinte. Ela foi investigar e acabou encontrando Ben no meio de uma reconstrução em miniatura da Guerra Civil. Ela então chamou seu tio para ajudá-la a trazer seu pai de volta.[22]

Bobby veio até ela, comentando o estado atual de seu pai. Ela disse que seu tio estava vindo, junto com o doutor Jacoby, para ajudar.[22]

Ela fez planos com Bobby no dia seguinte para tirar seu pai do estado mental em que ele se encontrava.[23]

Ela levou seu tio para o escritório de seu pai, no entanto Ben acreditava Jerry era Jeb Stuart.[23]

No dia seguinte, Jacoby disse a ela que sua experiência em deixar Ben se misturar com o público não ajudou em seu estado mental, já que ele continuava a acreditar que era Lee. Ela e Jerry então fizeram planos para desenvolver projetos no lugar de seu pai. Ela então retornou a Jacoby e pediu que ele devolvesse seu pai ao "mundo real", ao que ele disse que eles deveriam reencenar a rendição em Appomattox.[24]

Durante a reconstituição da rendição, ela interpretou Scarlett McLean, a filha de Wilmer McLean, o qual foi interpretado por Jerry. Jacoby logo chegou como Grant e se rendeu, apesar da imprecisão histórica. Ben entrou em colapso, e quando despertou, acreditava que sua Guerra Civil havia sido um sonho.[24]

Audrey teve uma conversa dura com Randy no balcão da recepção na manhã seguinte. Depois que Randy partiu, um homem aproximou-se da mesa, após ter se registrado no hotel. Ela estava o ignorando, mas depois de olhar para ele, ela tentou ser mais atenta. Ele notou o nome dela, percebendo quem ela era, e pediu a ela para enviar alguém ao aeroporto para recuperar sua bagagem que ele não teve espaço na van que o levou para o hotel. Ele então lhe contou sobre uma foto que ele tinha dela quando era mais jovem. Quando ele saiu, ela abriu uma carta que Randy havia lhe entregado. Dentro, havia pedaços rasgados de papel, junto com um pedido para que ela fosse ao Roadhouse mais tarde nessa noite.[25]

Mais tarde, ela participou de uma reunião do conselho, a qual o homem de antes também estava, sendo apresentando como John Justice Wheeler. Na reunião, Ben apresentou seu plano para trabalhar contra o desenvolvimento do Ghostwood de Catherine, querendo preservar a quase extinta Doninha do Pinheiro.[25]

Nessa noite, ela jantou com seu pai e Jack, o qual revelou a natureza de seu trabalho, o que beneficiaria especialmente os Hornes. No entanto, ela não estava interessada na ajuda dele, já que sentia que sua família estaria bem por conta própria. Ela logo se desculpou e foi para o Roadhouse.[25]

Ao chegar, ela descobriu que Shelly Johnson e Donna também estavam lá, com pedaços de um papel rasgado, os quais juntos formaram um poema.[25]

No dia seguinte, Audrey se encontrou com Dick Tremayne para falar sobre o desfile de moda da campanha Impeça Ghostwood que iria acontecer naquela noite. Ela então acabou se encontrando com Jack, pedindo desculpas pelo seu comportamento na noite anterior. Ele então a convidou para um piquenique, o que ela aceitou.[26]

No piquenique, Jack cantou para Audrey, com o que ela ficou admirada, já que ninguém havia cantado para ela antes. Ele também perguntou se havia outro homem na vida dela, e ela disse que houve uma vez, mas não mais.[26]

No desfile de moda, Audrey preparou as modelos. No entanto, quando a Doninha do Pinheiro foi apresentada, ela acabou mordendo o nariz de Dick, antes de se soltar, causando pânico entre a multidão. Audrey foi derrubada, mas foi pega por Jack, e eles então se beijaram.[26]

Ela levou para Jack o serviço de quarto na manhã seguinte e ela aceitou a oferta dele em levá-la para um voo e um jantar.[27]

Donna veio mais tarde ao hotel e perguntou a Audrey se ela sabia por que sua mãe estava visitando o pai de Audrey, mas Audrey não tinha resposta, então ela levou Donna a seu esconderijo, o qual ela usava para vigiar seu pai.[27]

Mais tarde, Audrey foi à biblioteca para pesquisar sobre desobediência civil, e ela encontrou um professor de poesia chamado Edward Perkins. Ela mostrou-lhe o poema que havia recebido e ele pediu que ela lesse para ele. Perkins comentou que observá-la enquanto ela lia a fez parecer com uma rainha.[27]

423

Mais tarde, seu pai expressou-lhe a realização de que sua família era muito mais importante do que ele jamais tinha se dado conta, e prometeu tornar-se um pai melhor e fazer dela sua parceira de negócios. Ele disse a ela para arrumar as malas e ir para o aeroporto, já que seu voo partiria em uma hora, uma declaração que a deixou confusa. Jack então entrou, percebendo que isso significava que os planos deles haviam sido cancelados, e ela partiu.[27]

Audrey chegou de volta ao hotel dois dias depois, onde o Oficial Hawk estava esperando por ela, dizendo que precisavam dela urgentemente na estação do xerife.[28]

Na estação, Cooper examinou o poema recebido por Audrey, Donna e Shelly. Ela contou a ele sobre Edward Perkins na biblioteca. Shelly apontou então que o poema foi escrito com a letra de seu marido Leo, e Cooper aconselhou as garotas a ligarem para o Departamento do Xerife duas vezes por dia, para certificarem-se que elas estão bem.[28]

Ela voltou para o hotel, onde seu pai a recebeu de volta. Ela perguntou sobre Jack, mas seu pai em vez disso a nomeou como porta-voz da campanha Impeça Ghostwood. Quando ele finalmente deu atenção a ela, ele disse que Jack partira para o Brasil devido a um assunto urgente, e entregou uma carta que Jack havia deixado para ela. Ele disse que Jack havia partido apenas alguns minutos antes e ela rapidamente saiu, pegando uma carona com Pete Martell para o aeroporto.[28]

Eles chegaram ao aeroporto pouco antes de Jack ter partido em seu jato. Ela o parou e ele saiu e a beijou. Eles afirmaram que se amavam e ela disse que era virgem, mas queria fazer amor come ele. Eles então embarcaram juntos no jato dele.[28]

Mais tarde, Jack partiu e, junto com Pete, Audrey o observou indo embora em lágrimas. Pete disse a ela que Jack voltaria um dia. Ela mencionou que Jack havia prometido levá-la para pescar, e Pete mencionou que ele tinha equipamento de pesca em seu caminhão.[28]

450

Ela se sentou ao lado do fogo no escritório de seu pai no dia seguinte. Ele apareceu com vários textos religiosos, os quais ele pretendia usar para aprender sobre o significado da bondade. Quando ele notou que ela estava pensando em Jack, ele a consolou dizendo que o tempo curava todas as feridas e prometeu que Jack era um homem de palavra e voltaria. Ela então informou a ele que durante sua viagem a Seattle, ela descobriu que os Packards estavam usando o Banco de Twin Peaks para levar dinheiro para o projeto Ghostwood. Ben então pediu a ela para entrar no Concurso Miss Twin Peaks.[29]

Seu discurso apaixonado na competição foi recebido com muitos aplausos mais tarde na noite. No entanto, após a vitória de Annie Blackburn, o caos começou.[29]

470

No dia seguinte, Audrey foi para o Banco de Twin Peaks, onde se acorrentou à porta do cofre em protesto contra a ligação do banco ao projeto Ghostwood. Ela pediu água para o banqueiro Dell Mibbler, o qual trouxe para ela. Andrew Packard e Pete chegaram e entraram no cofre com Mibbler. Eles abriram um cofre, o qual ativou uma bomba.[30]

Audrey sobreviveu à explosão no banco, aparentemente tendo sido protegida da explosão por Pete. Ela foi levada ao hospital em estado crítico. Ben Horne - tendo sobrevivido a um ataque do Dr. Will Hayward e tendo lido uma carta de Audrey naquela manhã - foi visto ao seu lado quase constantemente.[31]

Aparições Não CanônicasEditar

Sketch do Saturday Night Live Editar

Após Leo Johnson confessar o assassinato de Laura, Audrey (interpretado por Victoria Jackson) vai ao quarto do Agente Cooper no Great Northern. Ele pergunta se ela encontrou alguma pista no balcão de perfume, mas ela diz que deixou o trabalho depois que Leo confessou. Ela lhe dá um presente, amarrando uma fita em um arco com a língua.

CardArt ColecionáveisEditar

As CardArt afirmam que seu nascimento foi em 24 de Agosto de 1972. No entanto, como a série se passa em Fevereiro e Março de 1989, isso faria com que ela tivesse 16 anos, embora seja explicitamente afirmado que ela tenha 18 anos.

BastidoresEditar

Audrey é interpretada por Sherilyn Fenn, a qual reprisou seu papel na série de 2017.

Por seu papel como Audrey, Fenn foi nomeada ao Golden Globe por Melhor Atriz Coadjuvante em uma Série, Mini-série ou filme de televisão. Piper Laurie ganhou a premiação pelo seu papel como Catherine Martell.

Angelo Badalamenti compôs o leitmotiv Audrey's Dance, Audrey's Prayer e Audrey para a personagem.

CuriosidadesEditar

  • As CardArt Colecionáveis afirmam que Audrey nasce em 24 de Agosto de 1972.
  • De acordo com Sherilyn Fenn, o filme de Lynch Cidade dos Sonhos foi originalmente criado como um spin-off focado em Audrey, no qual ela vai para Hollywood para seguir uma carreira de atriz.
  • A reconciliação entre Audrey e seu pai não é aparente em A História Secreta de Twin Peaks, o qual afirma que Ben ainda possui controle sobre o Projeto Ghostwood e Audrey estava protestando contra ele.
  • O nome falso de Audrey no Jack Caolho, Hester Prynne, é o nome da protagonista de A Letra Escarlate de Nathaniel Hawthorne.

GaleriaEditar

Twin Peaks (1990-1991)Editar

Twin Peaks (2017)Editar

ReferênciasEditar