FANDOM


Jocelyn "Josie" Packard (nascida como Li Chun Fung) era a dona da Serraria Packard após a parente morte de seu marido, Andrew Packard.

BiografiaEditar

InfânciaEditar

Josie nasceu como Li Chun Fung na Província de Guangzhou, filha de um "Caporegime" de alto nível na tríade Siu-wong e uma bela prostituta chamada "Lace Butterfly", que morreu pouco depois de uma overdose de heroína. Seu pai tornou-se o vice-líder da maior tríade da região.[1]

Ela frequentou um internato privado, onde organizou seu próprio comércio de drogas e de prostituição, então se formou com honras.[1]

Ela fundou sua própria marca de moda, a qual foi usada como uma fachada para seu comércio de drogas, e foi suspeita em várias overdoses "acidentais". Ela foi iniciada na tríade de seu pai e tornou-se fluente em seis línguas, mantendo também vários nomes falsos.[1] Ela também se tornou uma associada de Thomas Eckhardt, o qual se tornou obcecado com ela.

Seu pai foi morto em uma guerra de gangues em 1980, e ela foi suspeita de ter planejado isso, deixando a tríade contra ela. Ela ficou se escondendo, até que conheceu o proprietário da Serraria Packard, Andrew Packard, durante 1983 em Hong Kong. Ele a levou para sua cidade natal de Twin Peaks, Washington, nos Estados Unidos, onde ela aceitou sua proposta de casamento.[1] Ela se mudou para o Blue Pine Lodge com Packard e sua irmã Catherine e seu marido Pete Martell.

A Vida em Twin PeaksEditar

Em 27 de setembro de 1987, sob ordens de Thomas Eckhardt, Josie contratou Hank Jennings para fazer com que o barco de Andrew explodisse, e então atropelar um vagabundo para evitar que a polícia investigasse a morte de seu marido.[2][1] Após isso, ela herdou a serraria.

Em 1988, Josie começou a ter aluas de Inglês com a adolescente Laura Palmer.[3]

Em Janeiro de 1989, ela começou a sair com o Xerife de Twin Peaks, Harry S. Truman.[4] Ela ligava regularmente para a polícia ter visto um ladrão para que ele viesse visitá-la.[5]

Durante uma aula de Inglês em 23 de Fevereiro, Laura disse a ela "Acho que agora entendo como você se sentiu com a morte de seu marido."[4] Na manhã seguinte, Josie estava se olhando em um espelho, aplicando maquiagem, quando ouviu Pete sair para ir pescar. Quando ele descobriu um corpo envolto em plástico, ela e Catherine observavam quando foi revelado que era o corpo de Laura Palmer.[6]

Problemas Com a SerrariaEditar

Mais tarde, Josie entrou em uma discussão com Catherine, a qual desejava manter a serraria funcionando durante o resto do dia, enquanto Josie queria fechar, devido ao desaparecimento da filha do funcionário Janek Pulaski, Ronette, e o assassinato de Laura Palmer. Ela conseguiu fechar a serraria quando Pete ordenou aos trabalhadores que parassem. Josie anunciou aos trabalhadores suas razões para fechar a serraria durante esse dia.[6]

Ela mais tarde participou de uma conferência onde o Agente Especial Dale Cooper anunciou que o FBI tomaria o caso de Laura Palmer, devido a suas similaridades com um assassinato ocorrido no ano anterior.[6]

À noite, ela foi visitada pelo Xerife Truman, e eles olharam para onde o corpo de Laura fora encontrado naquele dia, com Truman afirmando que o assassinato devia ter acontecido vinte e quatro horas atrás.[6]

Na manhã seguinte ela cumprimentou Pete e o agradeceu por ter ficado ao seu lado na discussão com Catherine. O Xerife Truman chegou com o Agente Cooper para interrogá-la sobre Laura, já que ela dava aula de Inglês para Josie. Ela disse que a última vez que viu Laura foi na Quinta-feira às 5:00 pm e ela partiu uma hora depois. Ela também afirmou que Laura havia dito entender como ela havia se sentido com a morte de seu marido. Ela então recebeu um telefonema de Catherine, a qual lhe disse que suas "brincadeiras" no dia anterior custaram a serraria $87.000. Ela retornou até Cooper, o qual definiu "brincadeiras" para ela.[4]

No dia seguinte, Josie recebeu de Pete a chave para o cofre contendo o registro da serraria. Ela abriu o cofre escondido atrás de uma estante falsa e acabou encontrando dois registros, um falso onde declarava que a serraria estava lucrando, e outro real onde mostrava que a serraria estava à beira da falência.[7]

Ela esteve presente no funeral de Laura no dia seguinte e mais tarde, à noite, sentou-se com Harry, o qual a questionou sobre o que a incomodava. Ela disse que Benjamin Horne e Catherine desejavam machucá-la e também acreditava que a morte de Andrew não foi um acidente. Ela mostrou-lhe o cofre onde havia encontrado os dois registros, no entanto dessa vez havia apenas um. Ela contou-lhe que estava com medo de ter se tornado um alvo. Harry jurou protegê-la e eles se beijaram.[8]

De manhã, Josie tirou fotos de Catherine com Benjamin Horne no Motel Timber Falls.[9]

À noite, ela recebeu um telefonema de Harry. Quando ele perguntou sobre suas atividades no motel, ela disse que tinha que ir e desligou. Ela fez para Pete um sanduíche de peru e quando ele perguntou se ela estava interessada em se juntar a ele para uma competição de pesca, ela acabou aceitando.[9]

Pete foi para a cama e Josie abriu um envelope contendo um desenho de um dominó. Ela então recebeu um telefonema de Hank, o qual perguntou se ela recebeu sua mensagem. Ela então desligou, claramente abalada.[9]

No dia seguinte, Josie foi até o escritório de Benjamin Horne, onde ficou esperando por ele. Ben apareceu mais tarde e ela mostrou-lhe o registro que havia encontrado escondido e eles decidiram prosseguir com seus negócios na noite seguinte.[10]

Harry veio vê-la no dia seguinte e questionou por que ela esteve no motel. No começo, ela estava relutante em contar a ele, mas revelou suas atividades para ele e que havia ouvido Catherine falando ao telefone sobre um incêndio na serraria.[2]

Ela então recebeu um telefonema de Ben, e eles concordaram em colocar Catherine dentro da serraria enquanto ela queimasse. Ela desligou o telefone, com Hank estando ao lado dela.[2]

Josie deu a Hank uma mala com $90.000. Ele então afirmou que merecia mais dinheiro pelo tempo que acabou ficando preso e que sabia que ela era responsável pela morte de seu marido, não tendo sido apenas um acidente de barco. No entanto Josie afirmou que eles tinham um acordo. Hank então cortou o seu polegar e o dela e pressionou-os juntos como um símbolo deles estarem juntos no negócio pelo resto da vida.[11]

Na noite seguinte, ela foi para até o Hotel Great Northern e disparou no Agente Cooper três vezes.[12] Ela então partiu da cidade, deixando um bilhete para Pete dizendo que teve negócios urgentes em Seattle.[13]

Após ficar ausente por vários dias, ela voltou para o Blue Pine Lodge com várias caixas. Pete informou-a de que Catherine havia morrido quando a serraria foi queimada.[14]

DestinoEditar

Ela se encontrou com Harry, o qual a questionou sobre suas atividades enquanto ela estava ausente e afirmou estar chateado por ela não lhe contar sobre sua partida. Ele também observou sua suspeita de que ela foi embora na mesma época em que Catherine morreu. Eles então se beijaram e fizeram amor no sofá.[14]

Ela mais tarde apresentou Jonathan Kumagai para Pete como seu primo. Quando Pete foi pegar um café para ele, eles discutiram sobre a venda das terras da serraria e que estavam esperando por eles em Hong Kong em dois dias, por vontade de Thomas Eckhardt.[14]

Alguns dias depois, Jonathan disse a Josie para fazer as malas para Hong Kong, mas ela disse que ainda não havia recebido o dinheiro do seguro e nem um pagamento de Ben Horne. No entanto, ele ameaçou matar Harry se ela não fosse para Hong Kong com ele.[15]

Ela foi ao escritório de Horne para ter seu dinheiro, o qual ele afirmou que seria pago mais tarde, mas ela se recusou a sair sem o dinheiro. Ele a ameaçou com chantagens e ela fez o mesmo, colocando-os em um impasse. Ele então entregou a ela um cheque de $5.000.000 do Banco de Tóquio e ela partiu.[15]

Quando Jonathan levava as malas dela para o carro, Harry apareceu e ela apresentou Jonathan como "Mr. Lee", seu assistente. Ela lhe disse que estava voltando para casa, porque seu tempo em Twin Peaks havia terminado, já que havia vendido a serraria. Enquanto ela partia, ele declarou seu amor por ela. Ela parou por um momento, mas acabou indo embora sem dizer nada.[15]

Após sua chegada em Seattle, Josie atirou em Jonathan três vezes na parte de trás da cabeça, então retornou a Twin Peaks, onde ela foi para a casa de Harry e caiu em seus braços.[16]

Na manhã seguinte, Josie estava na cama quando Harry entrou, abrindo as cortinas e dando a ela um copo de água. Ele a beijou e se juntou a ela, abraçando-a. Ele pediu a ela para lhe dizer a verdade e ela explicou que já havia trabalhado para Thomas Eckhardt em Hong Kong, o qual a tirou das ruas quando ela tinha 16 anos. Ela explicou que o "Mr. Lee" trabalhava para Eckhardt e disse que ele iria matá-la se ela não voltasse para Hong Kong com ele. Ela disse a Harry que acreditava que Eckhardt era responsável pela morte de seu marido.[17]

Ela foi até Catherine, a qual havia sobrevivido ao fogo da serraria, dizendo a ela que Eckhardt havia matado Andrew, o que não surpreendeu Catherine. Ela disse a Josie que ela iria trabalhar como sua empregada doméstica por ter tido parte na morte de Andrew.[17] Catherine se aproveitou disso, fazendo Josie preparar sua refeição e prometendo tratá-la com todo respeito que ela merecia.[18] Quando Harry veio vê-la no dia seguinte, ele queria ajudá-la a sair de sua situação como empregada doméstica de Catherine.[19]

Cooper e Harry se encontraram com ela no dia seguinte para discutir sobre Jonathan, o qual foi encontrado morto, e a polícia de Seattle acreditava que ela tinha algo a ver com isso. Ela então recebeu um telefonema de Eckhardt, o qual desejava se encontrar com ela. Entretanto, Catherine acabou se metendo na conversa, dando a ele as boas-vindas a Twin Peaks.[12]

Mais tarde, ao ir atender alguém na porta, ela acabou encontrando Eckhardt, o qual havia vindo para uma reunião com Catherine. Ela os ouviu falando sobre onde ela iria acabar: certamente nas mãos de Eckhardt.[12]

Na manhã seguinte, enquanto trazia lenha para dentro de casa, Josie acabou desmaiando ao ver Andrew vivo.[20]

Cooper veio falar com ela sobre suas atividades em Seattle, com Josie insistindo que ela fugiu de Jonathan no aeroporto e não teve nada a ver com seu assassinato. Ele disse a ela para estar na delegacia nessa noite, ou então ele iria prendê-la. Depois que Cooper saiu, Catherine entrou e disse a ela que Eckhardt desejava se encontrar com ela mais tarde. Josie temia por sua vida e Catherine revelou uma arma para ela, a qual Josie acabou pegando.[20]

Mais tarde, ela foi visitada por Andrew, o qual trouxe uma bebida para ela. Ela pediu desculpas, embora ele tenha dito que há muito tempo a perdoara, colocando toda a culpa por sua "morte" em Eckhardt. Ele implorou a Josie para se encontrar com Eckhardt.[20]

JosieDead

Ela se encontrou com Eckhardt no Hotel Great Northern e depois de uma briga, acabou disparando nele. Ele caiu morto quando o Agente Cooper chegou. Josie e o agente apontaram suas armas um para o outro, e ela quase confessou sua tentativa de assassinato e o assassinato de Jonathan. Harry então entrou com a arma apontada, ordenando que ela soltasse a dela. Ela pediu perdão e agarrou a pistola no peito, e então acabou morrendo. Josie então começou a gritar dentro de uma maçaneta de madeira de uma mesa, a qual ela aparentemente estava presa dentro.[20]

Sua autópsia pelo Doutor Will Hayward revelou que ela pesava apenas 30 kg. Dias mais tarde, Ben Horne e Pete viram Josie em objetos de madeira no Hotel.[21]

Aparições Não CanônicasEditar

Cenas Deletas do Episódio 29Editar

Joan Chen's stunt double

Dublê de Joan Chen.

Uma cena improvisada que foi filmada e nunca usada onde o corpo de Josie podia ser visto nas cortinas quando Cooper entra nos "Quartos" do Salão Negro, de acordo com Frank Silva.

Richard Beymer tirou evidências fotográficas da dublê de Joan Chen com várias cenas de seu corpo e cabeça para fora da cortina.

BastidoresEditar

Twin peaks joan chen4

Joan Chen - antes e agora.

De acordo com o script do piloto e uma entrevista com Joan Chen no documentário Secrets from Another Place, incluído com o lançamento do DVD Twin Peaks: Definitive Gold Box Edition de 2007, Josie foi originalmente concebida como uma mulher italiana chamada Giovanna Pasqualini Packard. A parceira de David Lynch na época, Isabella Rossellini, iria interpretar o papel. Rossellini já havia aparecido no filme Veludo Azul de Lynch como a personagem Dorothy Vallens.

A cenas deletadas do episódio 29 parecem indicar que quando BOB matou Josie, possivelmente por medo, ele levou sua cabeça junto com sua alma. O que pode explicar como o corpo de Josie tinha apenas 30 kg no momento da autópsia e por que seu rosto estava na madeira do Hotel Great Northern.

The Secret History of Twin Peaks afirma que a autópsia de Josie foi realizada em 11 de Março, 1989. No entanto, contando os dias que se passaram na série, Josie teria morrido próximo do dia 22 de Março, 1989.

ReferênciasEditar